Website Protection™Site Scanner protects this website from security threats. SSL Certificate Authority

Não fazemos envios para outros países (Entregas somente no território japonês). (Delivery only in Japanese territory)

Óleo de Coco, Extra Virgem-946 ml

Inscreva-se para ser notificado quando este produto voltar ao estoque

Disponibilidade: Esgotado

¥4.300

Descrição rápida

A GORDURA QUE EMAGRECE
Emagreça com a Super Dieta do Óleo de Coco!
Auxilia todo o Sistema Imunológico.
908 ml,Aproveite!
Sobre embalagem:
HDPE plástico (seguro) sem toxinas.


Óleo de Coco, Extra Virgem-946 ml

Mais visualizações

  • Óleo de Coco, Extra Virgem-946 ml

Detalhes

Óleo de Coco, Extra Virgem, (908 ml)
Importante:

Sobre a  embalagem:
Embalagem (vide abaixo);

HDPE plástico sem toxinas
Não emitem toxinas
Não contém corantes
Não tem impactos sobre a saúde humana relatados ou conhecidos.
Comumente recicláveis.

COMPRANDO ÓLEO DE COCO

 Na Green Life Group, existem:

 Óleo de coco extra virgem e Óleo de coco orgânico (Ambos são Orgânicos e os efeitos antimicrobianos dos dois óleos são os mesmos).

A diferença mais acentuada fica por conta do sabor:

Algumas pessoas não suportam e não gostam do cheiro e nem do sabor apurado do coco, principalmente quando utilizam para fazer comidas. (por isso preferem o Óleo de Coco Orgânico).

 O óleo de coco extra virgem mantém o aroma e o gosto característico e apurado do coco. 

  • Certified Organic
  • Pressionado  á Frio
  • Sabor apurado do coco
  • Fonte de triglicerídeos de cadeia média
  • Sem ácidos graxos trans (AGT)
  • Sem hidrogenação
  • Certificada pela QAI
  • Produto das Filipinas

O QUE É O ÓLEO DE COCO EXTRA VIRGEM?

O óleo de coco extra virgem é um produto natural de origem vegetal da espécie Cocos Nucifera. É prensado a frio, não é submetido ao processo de refinamento e desodorização, sendo extraído a partir do leite de coco por processos físicos, passando pelas etapas de prensagem e filtração.

É um alimento complementar com inúmeras propriedades benéficas para a saúde, proporcionando fortalecimento do sistema imunológico, facilitando a digestão e a absorção de nutrientes. Quando submetido a altas temperaturas, o óleo de coco extra virgem não perde suas características nutricionais, sendo considerado um óleo estável. É também considerado o mais saudável para cozinhar, não apresentando gordura trans gerada pelo processo de hidrogenação, que está presente em todos os óleos de origem vegetal, como os de soja, canola, milho e até o de oliva, que é considerado o óleo mais saudável.

São encontradas diversas substâncias no óleo de coco, entre elas os ácidos graxos essenciais e o glicerol, que é importante para o organismo – com ele o corpo produz ácidos graxos saturados e insaturados de acordo com suas necessidades. O óleo de coco extra virgem apresenta um alto índice de ácido láurico, mirístico e caprílico, entre outros. Segundo a Dra. Mary Enig, especialista em gorduras, o ácido láurico é um ácido graxo de cadeia média, que é transformado em monolaurina no corpo humano. A monolaurina é antiviral, antibacteriana e destrói vírus revestidos de lipídeos e diferentes bactérias patogênicas, incluindo a Helicobacter Pylori.

O óleo de coco extra virgem não é um medicamento, e sim um alimento complementar coadjuvante na prevenção de diversas doenças. Por isso, deve ser consumido diariamente para que o organismo obtenha uma reserva de ácidos graxos, presentes no óleo de coco. 

Febre nos Estados Unidos e na Inglaterra, a dieta do coco prome­te ser a grande vedete neste verão brasileiro. Alardeada como a sucessora das famosas dietas do Dr. Atkins e da South Beach, ela promete queimar até 5 quilos em três semanas. Isso porque o óleo da fruta seria capaz de estimular o metabolismo do organismo, gerando, assim, uma maior queima calórica, e ainda evitar o depósito de gor­dura no tecido, convertendo-a em energia. Beldades como Elizabeth Hurley e Kate Winslet garantem que estão conseguindo manter o cor­pinho enxuto graças à essa dieta. Usar a gordura de coco no preparo de alimentos não é novidade entre os brasileiros. Na época de nossas avós, ela já era muito utilizada com o nome de carioca. Com o tempo foi substituída pêlos óleos vegetais como os de soja, milho e algodão, em nome da nossa saúde. Acreditava-se que o óleo de coco, por ser gorduroso, era prejudicial à saúde. Mal se podia imaginar, que esse óleo antigo seria redimido e trazido de volta às mesas brasileiras.

A GORDURA QUE EMAGRECE

 A dieta, em si, não difere muito das outras. A pessoa precisa ape­nas diminuir o consumo de carboidrato e incluir o óleo de coco na die­ta. "São três colheres da gordura ao dia — pura derretida no preparo dos alimentos, no café-da-manhã (passada no pão). Fica a critério do paciente como ele vai usá-la, mas já é o suficiente para ele sentir os efeitos no organismo", diz o cardiologista e nutrólogo Sérgio Puppin, que está prestes a lançar o livro Coco, a gordura que salva-vidas estimulado pelo sucesso internacional do livro The Coconuí Diet, da ame­ricana Cherie Calbom, que nem chegou às livrarias e já é considerado um best-seller mundial.

 Se for mais uma dieta da moda, nós não sabemos. Isso só o tempo dirá. Com muitos adeptos e outros tantos críticos, o fato é que hoje já se sabe que o óleo de coco possui inúmeras vantagens nutricionais e que seu uso pode, sim, fazer bem à saúde. "Ele melhora o sistema imunológico aumentando todas as defesas do organismo", explica nutricionista Bia Rique, membro da equipe do cirurgião Ivo Pitanguy e representante oficial no Brasil da American Overseas Dietetic Association. Quem usa garante que seus benefícios são recompensadores. Além de auxiliar na perda de peso, tem potente ação imunológica, cura dermatites, reduz o colesterol e por aí vai. Isso porque o óleo extravirgem é retirado a frio do coco e consegue reproduzir natural­mente o ácido láurico, aquele encontrado no leite materno (o famoso colostro, que mata vermes, bactérias e combate as infecções). Outra vantagem é o seu armazenamento. O óleo de coco não fica rançoso e pode durar até três anos em condições estáveis. Insípido, inodoro, incolor e resistente à oxidação, um grama do produto fornece apro­ximadamente 5 kcal. Isso o torna muito mais prático para o uso culi­nário.

OS BENEFÍCIOS DO ÓLEO DE COCO

O coco é um alimento subestimado na alimentação moderna. Trata-se primariamente de um alimento funcional. Alimentos funcionais são aqueles que promovem benefícios à saúde que vão além da simples função nutritiva. É exatamente o que o coco e seus produtos (coco desidratado e óleo de coco) são.

Como alimentos funcionais, eles provêem energia e matéria-prima para a construção de ácidos graxos que possuem ação antimicrobiana no organismo humano. Aproximadamente 50% da gordura do coco é composta pelo ácido láurico, um ácido graxo de cadeia média que, no corpo humano, é transformado em monolaurina, um monoglicerídeo que possui ação antiviral, antibacteriana e anti-protozoária, usado pelo organismo para destruir a camada lipídica de vários microorganismos como HIV, herpes, citomegalovirus, influenza, Helicobacter pylori, Listeria monocytogenes, Staphylococcus aureus, Streptococcus agalactiae, estreptococos dos grupos A, F e G, Cândida albicans, Chlamydia, Neisseria ghonorreae, Giárdia, entre outros. Por outro lado, a monolaurina parece não exercer nenhum efeito sobre as bactérias colonizadoras do intestino, apenas em bactérias potencialmente patogênicas.

Seis a 7% dos ácidos graxos do coco são compostos pelo ácido cáprico, também transformado no organismo humano, a monocaprina, e também com propriedades antimicrobianas contra HIV, Chlamydia e herpes.

A gordura do coco leva à normalização dos lipídeos (gorduras) corporais, protege o fígado dos efeitos do álcool e aumenta a resposta imunitária contra fungos, bactérias e protozoários; também se mostrou benéfica no combate aos fatores de risco para doenças cardíacas. Uma dieta rica em óleo de coco não aumenta o colesterol e nem o risco de mortalidade ou morbidade por doença coronariana, uma vez que, tem a propriedade de aumentar a fração HDL do colesterol (“colesterol bom”).

óleo do coco extra virgem é livre de gordura trans e possui alto teor de ácidos graxos de cadeia média (ácido láurico), idênticos aos encontrados no leite humano. Além do mais, reduz o risco de doença cardíaca e coronariana, reduz o risco de câncer, regulariza o ritmo intestinal, ajuda a controlar o diabetes, aumenta os níveis de energia, melhora a digestão e absorção de nutrientes, aumenta o metabolismo, ajuda na perda de peso (ação “fat burner”), ajuda a prevenir a osteoporose, mantém a pele macia e previne o envelhecimento precoce.

Outros óleos vegetais são compostos basicamente de ácidos graxos de cadeia longa e armazenados no organismo como gordura corporal, ao contrário do óleo de coco, naturalmente usado como energia para o metabolismo.

        O óleo de coco extra virgem é um tipo de gordura que o corpo não converte em gordura corporal nem em placas no interior das artérias.

        A ingestão do óleo de coco bloqueia o sistema enzimático que converte os carboidratos em gordura corporal. Os ácidos graxos provenientes do óleo de coco são a fonte preferida de combustível para as fibras musculares vermelhas durante o período de exercícios de moderada intensidade.

Você tem alguma dúvida?

P. Quantas colheres de óleo de coco deve consumir para emagrecer?
R. De duas a quatro colheres de sopa por dia. Foi à quantidade utilizada pelos voluntários que participaram dos estudos científicos que avaliaram o poder do óleo de coco na perda de peso. Mais do que isso, ele pode engordar, principalmente se você não seguir uma dieta com poucas calorias e fugir dos exercícios. Lembre-se de que o óleo de coco é fonte de gordura e, por isso, não é magro: tem 90 calorias em uma colher de sopa.

P. Por ser gorduroso, ele pode fazer o intestino desandar?
R. Sim. Por isso, é importante ficar atenta à resposta do seu organismo. Melhor ainda: comece consumindo uma colher de sopa por dia e, aos poucos, vá aumentando essa quantidade até chegar a três colheres, no máximo quatro.

P. No frio, o óleo vira uma pasta. Ele pode ser consumido assim?
R. Como você preferir – em pasta ou líquido, o efeito na perda de peso é o mesmo. Em pasta, porém, fica fácil encher a colher e passar da medida. Mas você pode resolver o problema usando a colher sempre rasa. O óleo consistente pode ser passado no pão no lugar da manteiga ou batido no suco. Vai misturá-lo direto na salada, no iogurte e na fruta? Nesse caso, é melhor o óleo líquido. Para isso, basta aquecê-lo rapidamente no fogo em banho-maria ou no micro-ondas (a partir de 22 ºC, ele já fica líquido), sem o risco de ter as propriedades terapêuticas alteradas.

P. É melhor consumir o óleo sozinho?
R. Ele pode ser consumido puro, mas não é uma regra. Aliás, o sabor fica mais suave quando associado a outros alimentos. Há outras vantagens: consumido nas refeições, o óleo de coco sacia mais e reduz o índice glicêmico do prato, fazendo com que até o pão e o macarrão ofereçam menos risco à balança. Essa ação também deixa você sem fome por mais tempo e mais propensa a seguir a dieta.

P. Ele pode ser usado no preparo da comida, no lugar do óleo tradicional?
R. Sim. Aliás, o óleo de coco é considerado o mais saudável para cozinhar. Isso porque ele é composto de gordura saturada que se mantêm estável mesmo quando submetida a altas temperaturas. Já os óleos vegetais poli-insaturados, como o de soja, milho, girassol e canola, sofrem alterações durante o aquecimento, o que faz com que apresentem níveis de gordura trans no final do cozimento.

P. Ele altera o sabor da comida?
R. Apesar de ter um sabor suave de coco, pode ser um problema para quem não gosto do fruto. Se for seu caso, use o óleo em pequenas quantidades no preparo da comida, deixando para colocar uma porção maior no suco ou na fruta.

P. Como deve ser armazenado?
R. Em um sua embalagem original bem fechado, longe da luz e do calor. Não é preciso ficar na geladeira.

P. É verdade que a pele e o cabelo ficam mais bonitos?
R. Sim. O óleo de coco tem substâncias emolientes, além de vitamina E que combate o excesso de radicais livres – os inimigos da pele lisa e do cabelo saudável. Você também pode usá-lo como um reparador dos fios, passando um pequena quantidade na ponta deles.

P. Tem alguma contra-indicação?
R. Não. O único cuidado é iniciar o consumo gradualmente, evitando que ele estimule excessivamente o intestino.

Sugestão de uso:

Óleo de coco é estável, mesmo durante longos períodos de armazenamento. Porque o seu ponto de fusão é 75-76 F º, o óleo de coco pode ser usado tanto na forma líquida ou sólida para cozinhar e assar.

Segundo Dr. Bruce Fife, autor do livro The Coconut Oil Miracle:

Devem ser ingeridas de três a quatro colheres de sopa por dia. Mas, nas primeiras semanas, aconselhamos tomar uma colher de sopa antes do café da manhã, para que o organismo se adapte.

CURIOSIDADE:
Sabe aquele coco seco, que está à venda no supermercado? Pois é, amassado com uma colher de ÓLEO DE COCO EXTRA VIRGEM é ótimo para quem quer emagrecer. “O coco estimula a tireoide e tem muitas fibras, é o que melhora o funcionamento do intestino”

Sugestão para consumir o Óleo de Coco nos dias frios:

Que tal colocar uma ou duas colheres de sopa de Óleo de Coco em um copo de leite quente,ele derrete facilmente,mais prefira os leites com baixo teor de gordura: (低脂肪 ou Low Fat ).

Porção: 1 colher de sopa (14 g)

Dose por vasilhame: Aprox 65

 

Quantidade por dose

*% Valor diário

Calorias

126

 

Gordura. Cal.

126

 

Gordura total

14 g

22%

Gordura saturada

13 g

65%

Gordura Trans

0 g

 

Gordura poliinsaturada

0,5 g

 

Gordura monoinsaturada

0,5 g

 

Colesterol

0 mg

0%

Sódio

0 mg

0%

Carboidratos totais

0 g

0%

Proteína

0 g

 

* Valores Diários com base em uma dieta de 2.000 calorias. 
 Contém: Láurico Ácido, ácido mirístico, ácido caprílico, de ácido cáprico, ácido oléico e ácido linoleico.

CUIDADOS:

O óleo de coco tem sua textura alterada com as variações de temperatura; no frio fica duro e consistente de cor branca.

No calor fica transparente e fluido.

Armazenar em ambiente fresco, seco e escuro em um recipiente hermeticamente e fechado original. Após a abertura, o produto pode ser refrigerado ou armazenado em temperatura ambiente quando estiver frio.

Você pode também estar interessado nos seguintes produtos

Castanha do Pará-454 Gramas

Castanha do Pará-454 Gramas

¥3.500
Açúcar de Coco orgânico-454 gramas

Açúcar de Coco orgânico-454 gramas

¥2.800
Chá de Dente de Leão- 453.6 gramas

Chá de Dente de Leão- 453.6 gramas

¥3.700
Creme Anti-Séptico (TeaTree & Vitamina E) -113 gramas

Creme Anti-Séptico (TeaTree & Vitamina E) -113 gramas

Preço normal: ¥3.500

Preço especial: ¥3.200

Maiores quantidades: ¥2.700

Tags do produto

Use espaços para separar tags. Use aspas simples (') para frases.


   Website Protection™Site Scanner protects this website from security threats. SSL Certificate Authority