Cart:

0
Nenhum produto no carrinho.

0

Não fazemos envios para outros países

(Entregas somente no território japonês).

(Delivery only in Japanese territory)

Mais Imagens

Colesterol Controle 350 Mg- 60 cápsulas

Disponível: Em estoque

¥2.100
✓ Envio e shoohizei já estão inclusos no preço

Descrição Rápida

Este produto foi desenvolvido especialmente para auxiliar no tratamento do colesterol.
Atua também no fígado, rins, bexiga e pressão alta.
Contém:
Carqueja, Boldo do Chile, Alcachofra, Berinjela e Jiló Africano.
OU

Detalhes

Indicação: Este produto foi desenvolvido especialmente para auxiliar no tratamento do colesterol.

Atua também no fígado, rins, bexiga e pressão alta.

Composição: 

Carqueja, Boldo do Chile, Alcachofra, Berinjela e Jiló Africano.

**TODAS ESTAS INFORMAÇÕES SÃO FORNECIDAS PELO PRODUTOR.

**Nós apenas vendemos o produto. Não fazemos orientações médicas.

Sugestão de uso:

Adultos: Tomar 2 cápsulas 3 vezes ao dia. 

*Não há especificação se antes ou após as refeições, ficando a critério pessoal.

1 frasco dá para 10 dias  

Este produto pode ser tomada junto com o produto:

Coisas que Você Precisa Saber sobre o Colesterol

*O excesso de colesterol ruim é que causa infarto e AVC (Acidente Vascular Cerebral) - O colesterol no sangue circula ligado a lipoproteínas chamadas de colesterol bom (HDL) e colesterol ruim (LDL). O excesso de LDL é que está associado às doenças cardíacas. O excesso de colesterol bom (HDL), por outro lado, até protege das doenças cardíacas. Por isso, quando medimos o colesterol total no sangue, precisamos sempre saber o quanto se deve ao colesterol bom e o quanto se deve ao ruim. Só o ruim precisa ser tratado.

*O excesso de colesterol ocorre por fatores genéticos e alimentares - Cerca de 70% do colesterol no sangue vem do fígado e apenas 30% vêm da alimentação. Depois de passar pela circulação sanguínea, o colesterol precisa ser removido novamente pelo fígado para formar bile. Os níveis de colesterol no sangue dependem, portanto, principalmente da capacidade do fígado em removê-lo. Isso varia de pessoa para pessoa.

*Pessoas magras podem ter colesterol alto - É importante saber que ter excesso de peso não significa ter colesterol alto. Pessoas magras também têm colesterol alto. Isso porque os níveis de colesterol no sangue dependem muito mais da taxa de remoção do colesterol pelo fígado, que é genética. Se você tem um parente de primeiro grau (por exemplo: pai, mãe, irmãos) com colesterol alto, sua chance de ter colesterol alto é maior.

*O colesterol ruim forma placa de ateroma - O excesso de LDL (colesterol ruim) causa doenças vasculares porque se deposita, sem dar sintomas, na parede interna das artérias e gradualmente vai formando uma placa chamada ateroma. Estes ateromas vão obstruindo gradualmente as artérias e podem acabar causando Infarto agudo do miocárdio e AVC.

*Importante controlar os outros fatores de risco - Leva muitos anos para uma placa de ateroma se desenvolver e, com isso, provocar infarto ou AVC. Quanto mais avançada a idade, maior o risco. É muito importante então, manter também os outros fatores de risco tradicionais bem controlados. Além dos níveis de LDL, é preciso controlar a glicose, a pressão, parar de fumar e reduzir o peso, quando excessivo.

*É importante o estilo de vida saudável - O estilo de vida é muito importante na redução do risco de infarto e AVC. Evitar o sedentarismo, evitar comer alimentos com gordura saturada e evitar fumar são medidas importantes a serem seguidas. Os alimentos que mais aumentam o colesterol são a gema dos ovos, o bacon, a pele da carne das aves, a manteiga, o creme de leite, a nata, as frituras, as salsichas, e embutidos e a carnes.

*Todos acima de 10 anos devem dosar o colesterol - Todos os adultos e crianças acima de 10 anos devem dosar o colesterol e suas frações pelo menos uma vez. Se elevados, deve-se consultar um endocrinologista para definir o risco cardiovascular individual e planejar um tratamento adequado.

*O tratamento é preventivo e permanente - O tratamento do colesterol deve ser preventivo e para a vida toda. O objetivo é reduzir o risco cardiovascular. Não adianta tratar por um período e depois abandonar o tratamento, pensando em cura. Na verdade, não se busca uma cura e sim um controle que pode ser feito por medidas de estilo de vida ou medicamentos.

*O tratamento reduz mortalidade - As estatinas são as medicações mais importantes no controle do colesterol. O tratamento adequado reduz a mortalidade. A cada 40mg/dL de colesterol LDL reduzido, a mortalidade por infarto se reduz em 20%. Portanto, quanto mais alto o colesterol, mais importante é o tratamento.

Precauções:

Manter fora do alcance das crianças.

Não recomendado para gestantes ou lactantes.

Observação:

*Pessoas com condições especiais ou que fazem uso de medicação controlada etc., aconselhamos a conversar com seu médico sobre o uso deste ou de outro produto qualquer.

-Fique atento aos ingredientes da fórmula para saber se você é alérgico.

-O uso é para adultos!

-Este é um Produto Natural desobrigado de Registro conforme resolução da ANVISA.

-Não nos responsabilizamos por seu uso.

-Os benefícios podem variar de pessoa para pessoa. 

-Descontinue o uso caso note alguma reação incomoda. 

Cuidados e Conservação:

Manter na embalagem até o final do uso.

Após abrir conservar em temperatura ambiente ao abrigo da luz.

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

Talvez você se interesse por estes produtos

IMPORTANTE:

Os produtos e informações oferecidas pela GREEN LIFE GROUP, não se destinam a substituir o aconselhamento médico profissional ou tratamento, se necessário. Nossos suplementos naturais, produtos de ervaria entre outros, não se destinem a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença ou condição médica. Nossos produtos de auto-atendimento são projetados para seu conforto pessoal e não se destinam a substituir os dispositivos médicos profissionais.

Resultados individuais podem variar.

A GREEN LIFE GROUP ACONSELHA solicitar o parecer de um profissional qualificado para qualquer problema de saúde PERSISTENTE por mais de duas semanas.